domingo, 9 de fevereiro de 2014

Missão: Review – Spell Sword

Nessa sexta, 07/02/2014, fiquei em casa, morto por causa da vida hiperativa que ando levando, e para quebrar o tédio, resolvi zapear pela Play Store em busca de novos jogos, eis que me deparo com esse joguinho maroto, moleque, o Spell Sword.

A principio fiquei interessado pela imagem estilo 16 bits, viciado em SNES como sou. De graça, resolvi baixar! E qual não é a minha surpresa, quando descubro que o jogo, além do gráfico que remete a geração em questão, ainda possui ótima jogabilidade, que remete aos games da época.

Na pele de um espadachim com acesso a poderes místicos via a utilização de cartas de feitiço, comecei a me aventurar pelo mundo de desafios e premiações do game, com o cenário imutável e premiações nas boas e velhas rupees. De fato em certos momentos me senti jogando uma mistura de Zelda com Shinobi, oq eu foi deveras interessante. Em resumo, foram 5 horas de vício incessante e surpreendente baixo consumo da bateria pelo jogo,  que valeram a recomendação do mesmo aqui nesse espaço!

Para não dizer que foram somente flores, a disposição dos botões de “salto” e “ataque”, bem como alguns pequenos bugs de equipamentos que demoram a serem equipados, podem ser ressaltados como pontos de melhoria.  Mas no geral, recomendo que finde sua leitura agora e acesse um dos links abaixo para o download do game, e venha se viciar também!


Agente Kuelho, em 09/02/2014, às 17:08:13, encerra seu relatório.
















0 comentários:

Postar um comentário

Arquivo Confidencial

Parceiros